AMOR DE INVENCAO
Manu da Cuíca e Thiago Kobe
Demo
Sentir você do lado Pra inventar nós dois Deixar seu nome no meu nome embaralhado Feito tranças de nagôs Bordadas com cuidado Ouvir a sua voz Dentro do meu silêncio Gargalhar contigo e aos poucos Me esquecer na noite do seu corpo Um amor por invenção Há dois palmos da razão Já tocando o infinito Um amor que não sei não Não tem perdão, nem por favor Arrebatador É filho de Xangô Deu no tambor você Comigo