QUANDO EU VIM DE LA
Luis Pimentel and Luiz Flavio Alcofra
Demo
Quando eu vim de lá (Luís Pimentel) Quando eu vim de lá trouxe ouro em pedra, planta que não medra, fruto que não dá. Trouxe na cacunda um saco vazio, e a calça de frio rasgada na bunda. Trouxe quase nada quando eu vim de lá: pão com vatapá, camisa furada. Mas vim pra ficar, vim pra te dizer que vou com você onde quer que vá. Ê, ê, ê, pedreira! Ê, ê, ê, dureza! Braço-fortaleza, perna-de-carreira. Eu vim pelo cheiro, eu vim pelo rastro. Alecrim do pasto, vim por teu tempero. Pra chegar primeiro, pra melhor plantar meu pé de araçá neste teu canteiro. Fincar meus espinhos, cravar as esporas, montar caiporas pelos teus caminhos. Não tenho avatar, não trouxe dinheiro. Traz o candeeiro pra me alumiar. Ê, ê, ê, pedreira! Ê, ê, ê, dureza! Braço-fortaleza, perna-de-carreira.